A automação de processos de negócio funciona melhor em quais situações?

automação de processos de negócio

A automação de processos de negócio funciona melhor em quais situações?

Antes de implantar um software de automação de processos de negócio, certifique-se de saber quais fluxos de trabalho são mais adequados para sua empresa.

A tecnologia é uma grande facilitadora da automação dos fluxos de trabalho visto que pode tornar a intervenção humana desnecessária. Entre suas diversas vantagens estão a economia de tempo e dinheiro, a satisfação dos clientes que percebem a rapidez nas transações e o fim do erro humano.

Apesar disso, nem todos processos que ocorrem na sua empresa envolvem tecnologia. Baseadas nesse fato, as empresas devem determinar quais situações são mais apropriadas para passar pela automatização. A pergunta é: como as empresas selecionam isso?

O primeiro passo é começar analisando os drivers estratégicos e operacionais para melhoria de tudo que circunda a organização. Por exemplo, no mercado globalizado atual, grande parte das corporações se sentem pressionadas para que seus produtos e serviços sejam comercializados rapidamente e antes do seu concorrente. Num ambiente extremamente competitivo, todos estão sob grande pressão para economizar e minimizar os custos ao máximo.

Consequentemente, as empresas buscam automatizar seus processos de negócios. Isso ocorre porque estão sujeitos a erros humanos e que podem ser otimizados caso ocorram melhorias tecnológicas.

Áreas onde a automação de processos de negócio gera grandes resultados

Tarefas repetitivas:

Diversas tarefas como: gerenciar projetos e atualizações de software, monitoramento de segurança, rastreamento de tempo, entre outros são exemplos de repetições de processos que podem ser automatizados. Ao reduzir o trabalho humano nessas situações, elas podem ser feitas de forma uniforme e, assim, reduzir drasticamente o erro. Dessa forma, o seu funcionário pode focar numa tarefa que demanda maior trabalho intelectual e criativo.

Rastreamento e alertas:

Inúmeras empresas estão começando a investir na internet das coisas (IoT) como sensores e redes para impulsionar sua automação. Seu principal objetivo é alcançar o panorama geral dos processos que ocorrem “fora de casa”. Entre seus exemplos está a inserção de sensores em contêineres de carga que os acompanham e emitem alertas quando ocorre algum dano na mercadoria que está transportando.

Portais de treinamento de funcionários “self-service”:

Os funcionários podem, de qualquer lugar e momento, realizar cursos de treinamento online que promovam seu desenvolvimento de carreira.
Um processo de automação pode registrar todas informações e acompanhar o progresso pessoal sem a necessidade de ter um profissional de RH para tomar conta disso.

Gerenciamento eletrônico de documentos (GED):

Isso foi incorporado em processos de negócios que variam de ordem de compra e processamento de pedidos para aprovações de orçamento. Além disso, solicitações eletrônicas, assinaturas podem passar por automação.

Quer saber mais sobre como a automação de processos de negócios pode te ajudar? Assista o Webinar “Automação de processos de negócio” e veja como você pode aplicar esses conhecimentos no dia a dia da sua empresa.